sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

Preocupante: Emparn prevê que Trairi deve ficar com chuvas abaixo da média histórica

A meteorologia tem mudado neste início de 2017 e o que prometia ser um ano com chuvas acima da média histórica no rio Grande do Norte, parece não ser mais tão certo de acontecer.
Segundo a Empresa de Pesquisa Agropecuária do RN (Emparn), os fenômenos que garantem maiores quantidades de chuvas não ocorreram, apenas não existem mais aqueles que impedem das chuvas acontecerem, como o caso do El Niño.
Com isso, as chuvas no Rio Grande do Norte, segundo a Emparn, devem ficar na média histórica, com algumas regiões chovendo mais e outras chovendo abaixo da média histórica.
Um dos cenários mais preocupantes é para as regiões Trairi, Agreste e Litoral Sul que, segundo a EMPARN, devem ficar com chuvas abaixo da média histórica, podendo caracterizar mais um ano de seca para estas regiões.
Em entrevista ao programa Conexão Trairi, o meteorologista da EMPARN, Gilmar Bristot, afirma que o cenário tem mudado devido ao não aquecimento do oceano Atlântico. "Não temos mais um fenômeno de aquecimento do oceano Pacifico, mas o oceano Atlântico também não tem se aquecido o suficiente para garantir maiores precipitações chuvosas, por isso a mudança nas previsões climáticas", destacou Gilmar.
O último relatório sobre a previsão de chuvas para a quadra de fevereiro a maio no Nordeste será apresentado em um encontro de meteorologistas que acontece em Natal na segunda quinzena de fevereiro.
Via Blog do Édipo Natan

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO LEITOR: O Blog não se responsabiliza pelas opiniões e comentários. Em geral, o nosso Blog não analisa nem endossa o conteúdo dos comentários, principalmente os comentários postados pelo Facebook; Não permitimos o uso de linguagem ofensiva, spam, fraude, discurso de violência, comportamento violento ou negativo, conteúdo sexualmente explícito ou que invada a privacidade de alguém.

IMPORTANTE: Este Blog aceita comentários anônimos mas repudia a falsidade ideológica. Recomendamos aos leitores utilizarem o seu nome, sobrenome e e-mail (caso tenha algum), dos quais sejam legítimos para identificação.

Seu comentário será enviado para o moderador.