quinta-feira, 20 de abril de 2017

Estudante transexual vai receber indenização por danos morais após alistamento militar

A União foi condenada a indenizar por danos morais em R$ 60 mil a estudante de administração Marianna Lively, que teve fotos e dados pessoais divulgados por militares do Exército nas redes sociais. A sentença é da juíza federal Letícia Dea Banks Ferreira Lopes, da 1ª Vara Federal em Barueri/SP.
O caso aconteceu em setembro de 2015, quando a jovem transexual se apresentou em um quartel do Exército de Osasco (SP) para o alistamento obrigatório. Na ação, ela conta que foi retirada da fila e encaminhada até um médico. Sem fazer exames, ela aguardou do lado de fora do consultório e foi dispensada.
IMG_0847
Robson Pires

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO LEITOR: O Blog não se responsabiliza pelas opiniões e comentários. Em geral, o nosso Blog não analisa nem endossa o conteúdo dos comentários, principalmente os comentários postados pelo Facebook; Não permitimos o uso de linguagem ofensiva, spam, fraude, discurso de violência, comportamento violento ou negativo, conteúdo sexualmente explícito ou que invada a privacidade de alguém.

IMPORTANTE: Este Blog aceita comentários anônimos mas repudia a falsidade ideológica. Recomendamos aos leitores utilizarem o seu nome, sobrenome e e-mail (caso tenha algum), dos quais sejam legítimos para identificação.

Seu comentário será enviado para o moderador.